Wiki Bíblia
Advertisement

Agar (hebraico: הגר; "mensageira") era uma serva egípcia de Sarai, esposa de Abraão. Como Sarai não tinha filhos, ela entregou Agar para ser concubina de seu marido para que lhe desse o filho prometido por Deus. Ela deu à luz a Ismael, primeiro filho de Abraão, que tornou-se progenitor dos ismaelitas, geralmente considerados árabes. Vários comentaristas a conectaram aos hagarenos, talvez a reivindicando como seu ancestral homônimo.

Biografia[]

Quando engravidou, Agar passou a "olhar com desprezo" para Sara.[1] Então, Sarai maltratou-a tanto que Agar decidiu fugir. No entanto, o Anjo do Senhor aproximou-se dela e perguntou de onde ela vinha e para onde ia. Ela admitiu que estava fugindo de sua senhora, então o Anjo do Senhor lhe disse para voltar e que Ismael seria muito selvagem e que contenderia contra seus irmãos.[2] Algum tempo depois disse, ela deu à luz a Ismael, quando Abraão tinha 86 anos.[3]

Quatorze anos depois, Sarai deu à luz a um filho a quem chamou Isaque.[4] Quando o menino foi desmamado, Abraão deu uma grande festa. Sara flagrou Ismael zombando de Isaque. Assim, Sara pediu que Abraão manda-se Agar e Ismael irem embora, no entanto, Abraão encheu-se de angústia. Deus então falou com Abraão e lhe disse para fazer como Sara pediu, além de reconfirmar Sua promessa de fazer de Ismael uma grande nação. Na manhã seguinte, Abraão preparou provisões e as deu a Agar e mandou-a embora junto a Ismael.[5]

Agar e seu filho caminharam pelo deserto de Berseba e, com a ajuda de Deus, sobreviveram. Um anjo de Deus chamou Agar e lhe disse para não ter medo, pois Deus faria uma grande nação dos descendentes de Ismael. Agar e seu filho viviam no deserto de Parã, e Deus abençoou o menino que mais tarde se tornou um exímio arqueiro.[6] Agar arranjou um casamento para Ismael com uma garota do Egito e mais tarde teve doze netos.

Referências[]

  1. Gênesis 16:1-4
  2. Gênesis 16:7-12
  3. Gênesis 16:15-16
  4. Gênesis 21:4
  5. Gênesis 21:8-14
  6. Gênesis 21:15-21
Advertisement