Wiki Bíblia
Advertisement

Pisom e Giom eram dois dos quatro rios que cruzavam o Jardim do Éden. Outros dois eram os rios Tigre e Eufrates.

Nome[]

O nome Pisom, no hebraico, significa: ´´ Mais espalhado ´´, sendo esse uma possível característica desse rio. Já o nome Giom significa: ´´ Jorrar ´´, indicando que esse rio jorrava grandes quantidades de água, sendo um rio muito rico e próspero.

História[]

Os Rios Pisom e Giom foram criados por Deus no princípio da criação. Ambos cortavam, junto com os Rios Tigre e Eufrates, o Jardim do Éden ao meio. O Rio Pisom circundava a região da Terra de Hávila, e nas suas margens havia uma grande quantidade de ouro, bdélio e pedras de ônix, sendo a região mais ricas de metais preciosos naquela época. Já o Rio Giom circundava a região de Cuxe.

Ambos os rios continuaram existindo e sendo muito ricos e prósperos mesmo após a Queda do Homem. Contudo, com a vinda do Dilúvio e destruição do Jardim do Éden, o relevo e formação terrestre foram completamente reconstituídos e ambos os dois rios deixaram de existir para sempre.

Localização[]

Flavio Josefo e outros eruditos tentaram identificar esses rios como sendo o Rio Ganges e o Rio Nilo, respectivamente. Contudo, essas são infundadas, pois esses rios já não existem mais. Lembremos que antes do Dilúvio a formação terrestre era completamente diferente, a Pangeia ainda existia e os continentes ainda eram unidos. Sendo assim, não dá para saber onde exatamente na Pangeia se localizava a Terra de Cuxe e a Terra de Hávila, muito menos onde existiram esses dois históricos rios.

Fontes[]

Genesis 2:10-14

CBASD - Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 207

Advertisement